Pesquise este blog

domingo, 13 de dezembro de 2009

fotocópia



tatuados
na língua
esporos teus

transcritos
em falo
de outrem.

Um comentário:

aluisio martins disse...

que outrem senão a si mesma? A relação é a ilusão de dividir indivisível, mas é visívelmente mais que um, sendo todos nós mesmos. Suas poesias são tocantes e me levam a paralizar o dia, em plena produtividade inútil de se finghir útil à economia. Aqui nada se economiza. Gosto disso, do estrago.